Informa-se que o Largo do Rossio da Ereira vai continuar encerrado à circulação rodoviária até ao próximo dia 4 de agosto, para garantir as condições de segurança para conclusão da construção da plataforma elevada.
 
Recorde-se que esta obra vai garantir um reforço da segurança rodoviária e pedonal e melhorar o espaço público.
Para além da construção da plataforma elevada para controlo de velocidade, o arranjo urbanístico prevê o alargamento dos passeios, redefinição de passadeiras, criação de estacionamento e renovação de iluminação e mobiliário urbano.
 
Aconselhamos a que circule com precaução acrescida, respeite a sinalização no local e adote os percursos alternativos indicados.
 
Para mais informações consulte o mapa das vias condicionadas: http://bit.do/vias-condicionadas
 
 
Informa-se que estão a decorrer obras de beneficiação num troço da Rua José Rodrigues Azenha (Estrada Municipal 579-1), na freguesia de Liceia, pelo que se recomenda uma precaução acrescida na circulação nas imediações da obra e o cumprimento da sinalização implementada no local.
A intervenção pretende consolidar e repor as normais condições de circulação desta importante via de comunicação do concelho e garantir a segurança da circulação rodoviária. Assim, está a proceder-se às correção das irregularidades naquele troço da via, nomeadamente os abatimentos do pavimento.
 
Continua a bom ritmo a instalação da ponte militar no pontão da Lavariz. Hoje, o General Chefe do Estado-Maior do Exército, General José Nunes da Fonseca, acompanhado pelo Comandante das Forças Terrestres, Tenente-General Martins Pereira, esteve em Montemor-o-Velho e deixou palavras de agradecimento à Autarquia e de reconhecimento aos militares: "É para mim muito gratificante estar presente em mais um trabalho do Exército em prol de Portugal e dos Portugueses e mostrar também a nossa disponibilidade, prontidão e saber. Agradeço ao Presidente da Câmara a disponibilidade e a oportunidade que nos deu de demonstrarmos que o Exército está disponível para responder em primeira instância".
Orgulhoso do trabalho desenvolvido, o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho afirmou que "este é mais um bom exemplo das nossas forças armadas e do apoio que prestam à sociedade civil". Elogiando o trabalho desenvolvido, Emílio Torrão acrescentou ainda que, para além da solução "que estão a construir para a população, e que vai ser muito útil às pessoas e à economia local", "deixam uma mensagem de esperança e de confiança nas forças de segurança".
 
Recorde-se que a ponte militar, cujos custos são suportados pelo Município de Montemor-o-Velho, está a ser instalada, desde dia 1 de junho, no Pontão da Lavariz, na Carapinheira.
A estrutura temporária vai possibilitar a reabertura da circulação rodoviária, em segurança, para a estrada do campo na Carapinheira, até que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) construa a nova obra de arte projetada para substituir o Pontão que se encontrava com graves problemas estruturais.
O encerramento ao trânsito daquele troço, após as últimas inundações ocorridas no Vale do Mondego, tem condicionado a mobilidade no concelho de Montemor-o-Velho e limitado o acesso aos campos agrícolas.
O Município de Montemor-o-Velho, em parceria com o Regimento de Engenharia nº 1, do Exército Português, está a instalar uma ponte militar no Pontão da Lavariz. Esta estrutura temporária, cujos custos inerentes à montagem e utilização mensal vão ser suportados pela Autarquia Montemorense, vai possibilitar a reabertura da circulação rodoviária, em segurança, para a estrada do campo na Carapinheira, até que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) construa a nova obra de arte projetada para substituir o Pontão.
Recorde-se que a via que tem estado fechada ao trânsito devido a graves problemas estruturais no Pontão da Lavariz, após as últimas inundações ocorridas no Vale do Mondego, facto que muito condiciona a população do concelho de Montemor-o-Velho e limita o acesso aos campos agrícolas.
 
Para o Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, “este é um momento muito especial para todos nós e é o resultado de um intenso esforço e vontade, não só da minha equipa e dos serviços da Autarquia, mas também das diversas entidades, em criar uma solução transitória que dê uma resposta efetiva às necessidades e aos anseios da população que diariamente transita, trabalha e circula no nosso concelho e que viu, durante tanto tempo, a sua mobilidade condicionada”.
“Hoje demonstramos que não esquecemos a situação do Pontão da Lavariz, e que movemos todos os esforços para a sua resolução". Emílio Torrão salientou ainda que "esta é mais uma etapa no longo caminho pela segurança rodoviária nesta importante via de comunicação. Não poderíamos continuar com esta estrada encerrada até à nova ponte estar concluída e, com a colaboração do Exército Português e da APA, encontrámos uma solução que vai, finalmente, reabrir ao trânsito no Pontão da Lavariz.”
 
A ponte militar, com 27 metros de comprimento e 5,5 metros de largura, vai permitir a circulação alternada e em segurança de viaturas até 60 toneladas. Cerca de 20 militares do Regimento de Engenharia nº 1, de Tancos, estão já no local, apoiados por duas viaturas plataforma (camiões semirreboque), uma viatura basculante, uma viatura transporte pessoal, uma viatura de transportes gerais, uma viatura ligeira e uma multicarregadora telescópica, para montagem da ponte militar.
Durante a última semana, os serviços do Município de Montemor-o-Velho realizaram os trabalhos prévios de preparação de solo, remoção de materiais e inertes e de preparação de taludes para criação de plataforma de assentamento da ponte, demonstrando a capacidade de intervenção da Autarquia.
A rua Dr. Joaquim Pimenta Simões, em Arazede, está mais amiga dos peões. A profunda intervenção promovida pelo Município de Montemor-o-Velho veio reforçar a segurança pedonal e rodoviária naquela que é uma via nevrálgica na ligação ao centro da vila, às freguesias limítrofes e ao concelho de Cantanhede. 
 
Por se tratar de uma via com muito tráfego, a construção de passeios foi uma das melhorias que implementou mais segurança na utilização do espaço público.
A intervenção procurou também regular o tráfego rodoviário e, por isso, a circulação passou a fazer-se no sentido Faíscas/centro da vila de Arazede. A par das melhorias já visíveis e da criação de mais lugares de estacionamento, foram também reestruturadas e construídas as redes de abastecimentos de água, de drenagem de águas pluviais, de telecomunicações e de iluminação pública. A requalificação contou ainda com a criação de duas ilhas ecológicas, compostas por três contentores de recolha seletiva (papelão, embalão e vidrão).
 
Integrado num projeto de requalificação urbana mais alargado e que vai transformar a vila de Arazede, o arranjo urbanístico da Rua Dr. Joaquim Pimenta Simões representa um investimento de cerca de 360 mil euros e integra o Plano de Ação e Mobilidade Urbana e Sustentável (PAMUS), da CIM - Região de Coimbra, tendo contado com o apoio de fundos comunitários, no âmbito do Portugal 2020, Prioridade de Investimento 4.5 - Promoção de estratégias de baixo teor de carbono para todos os tipos de territórios, nomeadamente as zonas urbanas, incluindo a promoção da mobilidade urbana multimodal sustentável e medidas de adaptação relevantes para a atenuação.
 
Os trabalhos encontram-se em fase de conclusão e, por isso, apela-se a que os condutores circulem com precaução e respeitem a sinalização que se encontra no local.

As Piscinas Municipais de Montemor-o-Velho estão a ser alvo de obras de beneficiação e reabilitação energética. Melhorar as condições de acessibilidade e de utilização das Piscinas, bem como tornar o equipamento municipal mais eficiente e amigo do ambiente são alguns dos objetivos da empreitada que pretende reduzir em 30% o consumo de energia.


Para além da colocação de painéis solares e fotovoltaicos e da instalação de caldeira com um sistema de queima de pellets e estilha, o projeto de reabilitação energética contempla a substituição do revestimento da cobertura e da iluminação tradicional por tecnologia LED (Light Emitting Diode), bem como a colocação de caixilharia mais eficiente do ponto de vista térmico.
Com vista a melhorar a qualidade do ar, as obras preveem a substituição da unidade de desumidificação, a instalação de uma unidade de tratamento de ar e de uma unidade de gestão técnica centralizada.

Apesar do esforço para minimizar os constrangimentos com os utilizadores do equipamento, fazendo coincidir as obras com o período de encerramento obrigatório das instalações desportivas devido à pandemia, as Piscinas Municipais só deverão reabrir no último trimestre do ano.

A intervenção, promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, representa um investimento de cerca de 500 mil euros e conta com o apoio de fundos comunitários, no âmbito do Programa Operacional do Centro - no eixo prioritário “Afirmar a sustentabilidade dos territórios (CONSERVAR), realizando-se ao abrigo do Objetivo Temático “Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores”.
 
O Largo do Cruzeiro, em Montemor-o-Velho, vai ficar mais bonito, mais movimentado e vai ser um espaço de promoção e divulgação dos produtos locais. A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho está a promover uma intervenção que vai dar uma nova urbanidade ao Largo e uma nova casa ao Mercadinho de Hortícolas.
Para além de dar um novo uso ao Largo do Cruzeiro que, atualmente, se encontra descaracterizado, o arranjo urbanístico vai reforçar a segurança dos peões graças ao aumento da área de passeios e ao reajustamento das relações entre o trânsito automóvel e o trânsito pedonal.
Apesar da nova localização e da nova configuração, o Mercadinho de Hortícolas vai continuar a acolher e promover os produtos locais, completando a oferta disponibilizada no Mercado Municipal. Com a qualidade e o sabor de sempre, o arroz Carolino do Baixo Mondego, as hortícolas, o mel ou o azeite são alguns dos produtos que vão continuar a surpreender os consumidores no novo Mercadinho, valorizando, distinguindo e representando o concelho de Montemor-o-Velho.
Neste sentido, para além de continuar a promover o contato direto produtor-consumidor, o novo espaço vai também contribuir para o reforço de comportamentos mais ambientalmente sustentáveis e para a criação de uma rede de proximidade, confiança e escoamento da produção local.
Com um investimento global superior a 165 mil euros, a intervenção do Mercadinho conta com o apoio de uma candidatura à AD ELO, no âmbito do PDR 2020 – Programa de Desenvolvimento Rural/2014-2020 (Medida 10 Leader – Operação 10.2.1.4 Cadeias Curtas e Mercados Locais).
Já é possível começar a ver as mudanças na envolvente do Convento de Nossa Senhora dos Anjos, em Montemor-o-Velho. A intervenção, para além de reforçar a imponência arquitetónica do convento, vai também criar uma ligação pedonal mais acessível e segura entre o centro histórico e as novas zonas edificadas da vila, dando uma nova urbanidade ao espaço envolvente ao Convento e um novo ponto de interesse comunitário.
Para além dos trabalhos de fresagem do pavimento betuminoso e da construção dos muros de suporte e aterros, a requalificação do exterior do Convento de Nossa Senhora dos Anjos prevê a construção das infraestruturas de águas residuais, de águas pluviais e de iluminação pública. Nesta grande intervenção urbanística, vão ser também desenvolvidos os trabalhos de colocação de lancil, construção de passeios, delimitação da rotunda e arranjo da via, com vista à aplicação das camadas de regularização do pavimento.
Devido à localização da área a intervir e à complexidade dos trabalhos que se vão iniciar a partir da próxima segunda-feira, dia 25 de janeiro, a circulação rodoviária vai estar cortada em frente ao convento e na rua do Prado durante cerca de dois meses.
Assim, o trânsito vindo da Figueira da Foz e de Coimbra para Soure é desviado na rotunda Inês de Casto, na direção do Casal Novo do Rio; e o trânsito para o centro da Vila de Montemor-o-Velho é desviado junto à rotunda do Tribunal.
Pedimos desculpa pelos incómodos causados e recomendamos uma maior precaução nas imediações da obra e o cumprimento da sinalização implementada no local.
Recorda-se que as obras em curso representam um investimento superior a 662 mil euros e são cofinanciadas pela UE através do CENTRO 2020.
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.
 
Estão a decorrer os trabalhos de alcatroamento no Canto das Loureiras e nas ruas do Canto dos Bispos e da Mata, na freguesia de Meãs do Campo.
A obra realiza-se no âmbito dos trabalhos de conservação e reparação de estradas, arruamentos e caminhos municipais, promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, e representa um investimento cerca de 9 mil euros.
A par da aplicação das camadas de regularização do pavimento, a intervenção contempla também o ajuste das tampas de caixas das infraestruturas existentes (água e saneamento).
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.
Um dos espaços mais importantes do Tojeiro, na freguesia de Arazede, está a ser alvo de um arranjo urbanístico de fundo. Dando resposta aos desejos da população, a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho está a intervir no Largo de Nossa Senhora da Graça, criando um espaço mais moderno e amigo das famílias.
Com um investimento de cerca de 112 mil euros, o espaço vai contar com área de esplanada, com um parque infantil apetrechado com baloiço e escorrega, assim como vai ter áreas ajardinadas com a colocação de mobiliário urbano e 24 lugares de estacionamento.
Com vista a promover o reforço da segurança pedonal na zona, a ligação dos diversos equipamentos e serviços existentes e controlar a velocidade do trânsito, vão ser instaladas passadeiras desniveladas e vai ser construído um passeio junto à associação local (CACTO – Centro de Assistência e Cultura do Tojeiro).
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.
Pág. 1 de 3

Saber...