A magia invadiu o Celeiro dos Duques de Aveiro esta manhã com Nando Caneca a fazer as delícias de miúdos e graúdos.
 
? Mas há mais surpresas na cartola: hoje, às 19 horas, Rafael Titonelly traz mais momentos mágicos ao Celeiro dos Duques de Aveiro, em Pereira. A magia continua, em dose dupla, amanhã às 11h e às 19h. Rafael Titonelly e Nando Caneca são os mágicos de serviço.
 
✨Inscreva-se em https://sitiosmagicos.ticketline.pt
 
#montemorovelho #mmv #SitiosMágicos #magia #montemornãopára #Pereira #Património #cultura

No seguimento das medidas de contenção da covid-19, no âmbito do estado de emergência, o Castelo de Montemor-o-Velho vai estar de portas fechadas nos dias 28 de novembro a 1 de dezembro e de 5 a 8 de dezembro.

Nos restantes dias, este monumento nacional continuará aberto, das 10h00 às 17h00, cumprindo todas as normas e recomendações veiculadas pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), pelo Ministério da Cultura, pela legislação em vigor e pelas autoridades de saúde locais.

Mantém-se a interdição de circulação nas muralhas, estando, também, encerrada a Igreja de Santa Maria da Alcáçova, a porta do sol, os sanitários e o atendimento presencial do posto de turismo.

O serviço interno de visitas guiadas encontra-se suspenso, estando, também, proibida a realização de visitas guiadas nestes espaços organizados ou acompanhadas por guias externos.

À entrada do castelo de Montemor-o-Velho, os visitantes são convidados a higienizar as mãos, sendo ainda recomendado o uso de máscara e a manutenção do distanciamento social durante a visita.

Em 2020, os portões do Castelo Mágico vão estar fechados mas a viagem ao sonho de Natal continua em segurança. O Nico, a Infanta D. Teresa, o Fernão, a lontra Morinha e o Abade João vão continuar a construir momentos de fantasia e memórias felizes com um Natal digital em casa. 
 
O maior parque temático de Natal da região nasceu em Montemor-o-Velho, mas este ano, a pandemia obrigou a colocar a segurança de todos em primeiro lugar.
A decisão do Município de Montemor-o-Velho e da MOT visa a proteção e a segurança de todos, munícipes e visitantes. O aumento expetável de visitantes na edição de 2020, o facto de ter atingido a lotação máxima em grande parte dos dias da última edição e a incapacidade de garantir o cumprimento rigoroso das regras de segurança da Direção-Geral da Saúde (DGS) motivaram o cancelamento da realização do Castelo Mágico nos moldes tradicionais.
 
A Covid-19 impede a normal realização do Castelo Mágico, mas não põe fim à magia que invade Montemor-o-Velho nesta época. 
Reinventado, o Castelo Mágico vai continuar a fazer sonhar, numa jornada intensa de 25 dias repleta de ferramentas mágicas para ajudar a fazer um Natal Mágico e inesquecível em casa, com toda a segurança. Através das redes sociais e da página do Castelo Mágico vai ser possível acompanhar as aventuras do Nico, repletas de peripécias, inspiração, entreajuda e dicas para o Natal em casa.
 
Para mostrar que a sonho continua, as crianças das escolas do 1º ciclo e dos jardins-de-infância do concelho já estão a ajudar o Nico, ao decorarem estrelas que vão dar ainda mais brilho às muralhas do nosso Castelo.
 

A voz inconfundível de Mickael Salgado volta a fazer-se sentir no Cultura em Casa.


O tema popular "Ó rama, ó que linda rama" é o pretexto para mais um momento musical inesquecível que aconteceu junto Capela de Nossa Senhora dos Olivais, na Freguesia de Tentúgal.


Tenha um bom domingo!

 

Em Montemor-o-Velho, o futuro também se constrói com a preservação do património histórico e, por isso, os arranjos exteriores do Convento de Nossa Senhora dos Anjos já começaram.
 
A intervenção, promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, está integrada na estratégia de desenvolvimento territorial, apoiada numa política de reabilitação urbana, representando um investimento superior a 662 mil euros.
 
A obra, cofinanciado pela UE através do CENTRO 2020 no âmbito do Eixo 7 “Afirmar a Sustentabilidade dos Territórios” (CONSERVAR), vai ser um dos cartões de visita da sede do concelho, permitindo revolucionar a imagem de um espaço que se encontra subaproveitado, assim como fazer uma ligação mais adequada e acessível entre o centro histórico e as zonas mais recentes da vila de Montemor-o-Velho.
 
A requalificação, para além de dar um maior destaque à imponência arquitetónica do Convento de Nossa Senhora dos Anjos, vai também reforçar a segurança rodoviária e pedonal, dando uma nova urbanidade àquele espaço da sede do concelho, com a criação de passeios, uma praça e lugares de estacionamento.
 
As preocupações ambientais também não foram esquecidas e, como complemento à intervenção de requalificação do espaço, está a ser construído um furo de captação de água com vista a garantir a autonomia da rega dos espaços ajardinados na envolvente do Convento de Nossa Senhora dos Anjos.
 
Esta intervenção decorre em paralelo aos trabalhos que estão a decorrer e é realizada ao abrigo do projeto "Demonstração e Inovação para Adaptação às Alterações Climáticas na Região de Coimbra", liderado pela CIM – Região de Coimbra, sendo cofinanciado Fundo de Coesão, através do POSEUR - Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.
 
Recorda-se que se encontra a decorrer uma renovação profunda do interior do Convento com o intuito de lhe dar um novo uso museológico e cultural. As duas obras representam um investimento global próximo de 1,3 milhões de euros.
 
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.
Montemor-o-Velho associa-se à celebração do Dia das Nações Unidas e, no próximo sábado, a partir das 18h30, vai iluminar a Biblioteca Municipal Afonso Duarte de azul.
 
Respondendo positivamente ao desafio do Centro de Informação Regional da ONU para a Europa Ocidental “Europe Turns UN Blue”, o Município de Montemor-o-Velho vai colorir a sua Biblioteca com a cor das Nações Unidas, por forma a assinalar o 75º aniversário da ONU e transmitir uma mensagem de união entre os povos, promovendo uma linguagem de paz universal assente no desenvolvimento sustentável e no respeito pelos direitos humanos. Esta iniciativa pretende ainda veicular uma mensagem de esperança em tempos de incerteza, evidenciando o apoio aos valores e ideais da ONU.
 
Montemor-o-Velho e a BMAD integram, assim, a lista de mais de 180 edifícios e monumentos, em mais de 20 países da Europa Ocidental, participantes na comemoração do aniversário das Nações Unidas.
 
A Organização das Nações Unidas foi criada oficialmente em 1945, no dia 24 de outubro, com a ratificação da Carta das Nações Unidas. O documento fundamental da ONU marca o percurso global da História da Humanidade, comprometendo governos mundiais em torno da promoção da paz, do multilateralismo e dos direitos humanos, visando a cooperação e o desenvolvimento sustentável. Atualmente, a ONU é composta por 193 Estados-membros. O português António Guterres é o Secretário-Geral deste organismo desde 2016. 
 
#EuropeTurnsUNBlue #UN75 #UNDay
O Serviço Municipal de Proteção Civil de Montemor-o-Velho continua a sua missão pela prevenção e proteção do património do concelho, estando a promover uma ação de limpeza das muralhas do Castelo. 
 
Sem vertigens e com toda a segurança, a equipa da Proteção Civil municipal está a remover, cuidadosamente, a vegetação espontânea, infestantes e heras que voltaram a invadir o monumento nacional.
 
Esta meticulosa intervenção não só embeleza o Castelo como é imprescindível para a sua conservação.
 
30 de setembro de 2020 vai ficar para a história do concelho de Montemor-o-Velho como “o dia da reconquista do Castelo para a população de Montemor-o-Velho”. Para Emílio Torrão, esta “era uma ambição antiga dos montemorenses que agora assumimos. Vamos passar a proteger, oficialmente, o Castelo que outrora nos defendeu” com a transferência de competências de gestão, valorização e conservação daquele monumento nacional firmada esta quarta-feira entre o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, e a Ministra da Cultura, Graça Fonseca.
 
Património nacional, o Castelo de Montemor-o-Velho passa agora, formalmente, para alçada da Autarquia de Montemor-o-Velho, “num verdadeiro ato histórico de descentralização” que vai, apesar das condicionantes impostas no documento, “proporcionar uma melhoria da qualidade dos serviços públicos e de proximidade”. O edil montemorense acrescentou que “a competência agora efetivada estava incorporada nas funções que já eram plenamente assumidas pelo município nesta área há bastante tempo, desde a manutenção do espaço, limpeza, funcionamento e recursos humanos”. 
 
Na cerimónia, que teve lugar na Sé Catedral de Idanha-a-Velha e que contou com a presença do Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, e da Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, foram também assinados autos de transferência com os Municípios de Belmonte, Celorico de Basto, Idanha-a-Nova, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Penacova e Portimão.
Estes são os primeiros autos celebrados na área da Cultura no âmbito do processo de descentralização e correspondem à transferência da posse das respetivas infraestruturas, prosseguindo-se, assim, a operacionalização da transferência de competências para os municípios no domínio da cultura.

Neste dia mundial da música, fique a saber mais sobre a atividade pedagógica interativa desenvolvida pela Filarmónica Instrução e Recreio de Abrunheira e da sua Escola de Música no decurso da pandemia.

A Filarmónica Instrução e Recreio de Abrunheira foi fundada em 3 de Abril de 1881, tendo em atividade, desde então, a sua Filarmónica e Escola de Música. Fazem parte desta associação de utilidade pública, também, o Rancho de Cantarinhas Flores das Tricanas de Abrunheira (fundado em 31/08/1919) e a Secção de Teatro (criada na década de 1960).

O som inconfundível da flauta de bambu de Rão Kyao ecoou, na noite de sábado, dia 19 de novembro, na Igreja Matriz de Tentúgal. 

O músico e compositor esteve em Tentúgal a apresentar o seu último trabalho, "Sopro de Vida - Maria". A espiritualidade tomou conta desta noite memorável organizada pelos amigos do Convento e que pretendeu angariar verbas para a recuperação do Convento de Nossa Senhora do Carmo. 

Pág. 1 de 2

Saber...