O Município de Montemor-o-Velho, conjuntamente com a Autoridade Regional de Saúde, determinou encerrar, temporariamente, o Esteiro da Ereira. Esta decisão vem no seguimento de uma ocorrência levantada pela GNR após visita ao local que detetou que as condições de segurança, o distanciamento social e as orientações da Direção Geral de Saúde (DGS) não estavam a ser cumpridos pelos utilizadores daquele espaço, colocando em risco a segurança e a saúde pública de todos.

Assim, como medida de salvaguarda da Saúde Pública e proteção da população, em especial da freguesia da Ereira, o acesso àquela zona de prática balnear está temporariamente encerrado. 
A Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte (EPAAD), em parceria com a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC), promoveram esta manhã, 14 de outubro, um dia aberto para divulgar os ensaios da cultura do milho desenvolvidos nos campos do Bico da Barca e do Sabico de Areias, em Montemor-o-Velho. A iniciativa demonstrou a cerca de 100 investigadores, técnicos, produtores, agricultores, docentes, estudantes e empresários agrícolas "todo o trabalho desenvolvido nos ensaios, desde as novidades no campo da fertilização, às novas variedades de milho, ao comportamento das sementes e dos adubos na campanha agrícola”, explicou Joaquim Carraco, diretor da EPAAD.
"Experimentar e divulgar as variedades com melhor adaptação para a produção de grão e silagem no Baixo Mondego” é um dos objetivos principais destes ensaios realizados em parceria com a DRAPC e com várias empresas do setor. Para Joaquim Carraco, “este é um dia importante para a EPAAD, uma vez que demonstra a abertura da escola à comunidade”.
Presente na visita aos ensaios de variedades dos ciclos, Emílio Torrão, presidente da Autarquia Montemorense, acompanhado pelo vereador José Veríssimo, elogiou a iniciativa e “todo o trabalho realizado pelos alunos, pela Escola Profissional Agrícola e pelos parceiros” e salientou a importância e utilidade destes ensaios para os agricultores da região.
 
 
EPAAD volta a hastear Bandeira Verde
O Dia Aberto da cultura do milho foi ainda aproveitado para a cerimónia de hastear da Bandeira Verde Eco-Escolas na EPAAD. Símbolo do trabalho na área da educação ambiental e de sustentabilidade, o galardão reconhece e premeia o trabalho desenvolvido pela EPAAD na melhoria do desempenho ambiental em 2015/2016. Na ocasião, a vereadora da educação e presidente da Associação Diogo de Azambuja, Paula Rama, aplaudiu o “empenho, a motivação e a dedicação que os jovens alunos e professores da Escola Profissional têm para com a ecologia e o ambiente”. 

Saber...